Paraná Extra

Tamanduá-bandeira terá mais uma chance de reprodução no Zoo

O Zoológico de Curitiba está prestes a começar um programa de reprodução fora da natureza de mais um animal ameaçado de extinção. Uma tamanduá-bandeira fêmea já chegou ao local e, assim que tiver seu recinto concluído e atingir a idade reprodutiva, será apresentada ao tamanduá Igor, que nasceu e vive por lá. Até lá, a população já pode ir votando para a escolha do nome da nova tamanduá. São quatro opções: Estrela, Lua, Pérola e Lola.

A chegada do animal foi viabilizada por meio de uma permuta com um criador conservacionista. O Zoológico de Curitiba disponibilizou um grupo de ararajubas (aves) em troca da tamanduá. Esta é uma ação integrada que busca possibilitar que mais instituições possam atuar na reprodução de animais de espécies ameaçadas, segundo o diretor de Pesquisa e Conservação da Fauna da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Edson Evaristo.

“Neste caso, o criadouro conservacionista poderá trabalhar com mais um grupo reprodutivo de ararajubas, espécie que já tem histórico de nascimentos de sucesso no Zoo de Curitiba”, explicou Evaristo. “E nós teremos a chance de apresentar a fêmea ao nosso tamanduá Igor para formarem um casal”, completou.

De acordo com Nancy Banevicius, bióloga do Meio Ambiente, já houve outras tentativas de reprodução com o Igor, sem sucesso. Agora a conduta do manejo reprodutivo deve ser diferente. “Eles serão aproximados apenas na época do acasalamento”, disse Nancy. Os recintos serão próximos, porém, inicialmente separados. A dieta, segundo Nancy, também deve ser adaptada para favorecer a reprodução.

O novo recinto deve ficar pronto ainda em 2018, mas a tamanduá só deve entrar em período reprodutivo quando chegar à idade adulta, em aproximadamente um ano.

O Zoológico de Curitiba já é reconhecido pelo sucesso na reprodução de diversas espécies ameaçadas, como é o caso dos papagaios-de-cara-roxa, micos-leões-da-cara-dourada e outros.

“É uma das funções principais de um Zoológico hoje em dia desenvolver estratégias que facilitem a reprodução de animais com foco na conservação de espécies ameaçadas, considerando, inclusive, a participação em programas de reintrodução na natureza”, explicou o diretor Edson Evaristo.

Nome para a tamanduá

A população de Curitiba pode ajudar a escolher o nome da nova moradora do Zoo de Curitiba entre as quatro sugestões mais votadas entre os alunos da Rede Municipal de Ensino.

A votação final será feita por meio de uma enquete na página da Prefeitura de Curitiba no Facebook. O resultado será divulgado oficialmente nos dias 1º e 2 de setembro (sábado e domingo) no Centro de Educação Ambiental do Zoo, junto com as atividades especiais pelo Ano do Tamanduá.
Confira as opções:
Estrela – sugestão da Escola Municipal Governador Leonel de Moura Brizola

Lua – sugestão da Escola Municipal Mirazinha Braga

Pérola – sugestão da Escola Municipal Álvaro Borges e da Escola Municipal Professora Nansyr Cecato Cavichiolo

Lola – sugestão da Escola Municipal CEI Maria Augusta Jouve.

Deixe uma resposta