Paraná Extra

Terceira versão do Ipad pode ser lançada hoje

A Apple poderá anunciar uma terceira versão do tablet iPad nesta quarta-feira (7), em evento marcado para as 15h (horário de Brasília) na cidade de San Francisco, nos Estados Unidos, dando fim a uma série de rumores sobre o que teria o aguardado aparelho.

 

Há meses se especula sobre uma atualização, mas os rumores aumentaram depois que a empresa fundada por Steve Jobs divulgou um convite para a imprensa, na última terça (28), com a data, horário e local do evento e os dizeres: “Nós temos algo que você realmente precisa ver. E tocar”. Na foto, um detalhe de um iPad.

 

Diversos sites divulgaram informações de que um novo tablet da Apple teria uma tela com maior definição, processador de 4 núcleos, seria mais fino e, por conta da nova tecnologia, mais caro. O G1 separou 10 novidades que esperadas em um novo iPad, segundo os rumores que circularam recentemente. Vale lembrar, que, em outubro passado, quando se esperava o iPhone 5, a Apple surpreendeu com o 4S, com pequenas mudanças em relação ao anterior.

 

1- Tela de alta definição

Após dois modelos de iPad com a tela apresentando resolução de 1024×768, o iPad 3 poderá ter a Retina Display, tela usada no iPhone 4, para trazer imagens mais definidas e claras aos usuários, segundo reportagem da “Bloomberg”. O convite da apresentação do novo tablet enviado para a imprensa dá uma pista, apresentando ícones dos aplicativos usados no aparelho com maior definição.

 

Fabricantes de componentes para a Apple chegaram a vazar informações de que estariam fabricando estas elas melhores, o que seria uma das principais mudanças do novo iPad.

 

Isso, também, obrigaria a Apple a vender ou alugar filmes com definição maior do que a atual (720p) na iTunes Store. Os desenvolvedores teriam também que criar aplicativos com imagens em maior qualidade.

 

2 – Processador com 4 núcleos

O segundo iPad veio com um processador de 2 núcleos, seguindo a tendência do mercado na época de seu lançamento em 2011. Agora, smartphones e alguns tablets concorrentes começam a usar processadores de 4 núcleos – inclusive um apenas para gráficos como o Tegra 3 da Nvidia – indicando que a Apple deve seguir o mesmo caminho.

 

A empresa deve introduzir o chip A6, da própria companhia, no novo aparelho, que deve ser bem mais rápido e aumentando a eficiência de aplicativos mais exigentes.

 

Outros rumores apontam que a Apple deve manter o chip A5, do iPad 2 e com dois núcleos, velocidade de processamento que já atende os aplicativos atuais, inclusive os livros com animações do iBooks 2.

 

3 – Conexão 4G

Com velocidade de até 1 Gbit/s, a conexão móvel 4G seria um dos destaques do novo iPad, de acordo com reportagem da Bloomberg, permitindo downloads mais rápidos e longos onde quer que o usuário esteja.

 

O sistema seria similar ao do iPad 2, com o usuário tendo que contratar um serviço de internet rápida móvel pela operadora de telefonia. Nos Estados Unidos, duas parceiras da Apple, a AT&T e a Verizon já vendem pacotes com internet 4G, aumentando ainda mais a expectativa do uso da tecnologia no novo tablet. Segundo o Wall Street Journal, as duas operadoras já estariam trabalhando com a Apple para o lançamento do

 

Para mercados que ainda não possuem internet móvel 4G, o iPad 3 ainda será compatível com as redes 3G. Entretanto, a Apple pode ter custos mais elevados de produção ao oferecer aparelhos com as diferentes tecnologias.

 

4 – Sem botão “Home”

Um dos assuntos mais discutidos na web é a falta do botão Home, o único botão na parte frontal do iPad, do iPhone e do iPod touch, e que serve para o usuário retornar à tela principal do aparelho quando está utilizando um aplicativo ou para acessar o menu de multitarefa. Na foto do convite para o evento desta quarta-feira enviado pela Apple, o botão não aparecia.

 

Foi especulado que o iPad da imagem estaria na posição horizontal, mas testes feitos mostraram que ele estava na posição vertical e que o botão deveria aparecer, de acordo com o site “Gizmodo”.

 

A Apple pode abandonar o botão Home e utilizar bordas laterais sensíveis ao toque, permitindo que o usuário faça gestos para abrir novas opções no tablet. Em termos de design, o fato de não haver o botão deixaria a parte frontal do iPad mais uniforme.

 

5 – Ainda mais fino

A tendência a cada novo iPad é que ele se torna mais fino do que a versão anterior. O iPad 1 tinha 13 mm de espessura contra 8,8 mm do iPad 2.

 

Com componentes menores, é provável que o novo tablet seja mais fino ainda, com menos de 8 mm de espessura, de acordo com a revista “Forbes”. Além disso, ele seria mais leve e mais confortável de se segurar ou carregar.

 

Por conta de ser mais fino, é possível que componentes como alto-falantes tenham sido trocados de lugar.

 

6 – Nome não seria iPad 3

Pouco antes do lançamento do iPhone 4S, o mercado aguardava com ansiedade a chegada do iPhone 5, o que não aconteceu. A Apple pode jogar um balde de água fria novamente ao não apresentar o iPad 3 e, sim, o iPad HD.

 

Sites como o “Cnet” e o “VentureBeat” afirmam ter escutado fontes de dentro da Apple que afirmam que o nome do novo tablet será iPad HD. A escolha seria para ressaltar a principal mudança do aparelho, a tela, que terá uma definição maior.

 

Até o momento, a Apple ainda não confirmou o nome oficial do novo iPad.

 

7- Siri

O assistente pessoal do iPhone 4S pode fazer sua estreia em tablets no novo iPad. Com um novo processador, o Siri seria de tanta utilidade em um tablet como é em um iPhone, informando a previsão do tempo ou fornecendo informações solicitadas pelo usuário.

 

Entretanto, o sistema do Siri ainda está em fase de testes e não funciona em muitos países, o que não impediu que o uso em excesso pelos usuários tivesse sobrecarregado os servidores da Apple.

 

É possível que, durante o evento de lançamento do novo iPad, a Apple anuncie o lançamento oficial da versão final do Siri bem como suporte para outros idiomas.

 

8 – Câmeras com mais definição

Seguindo o iPhone 4S, que possui câmera de 8 megapixels, o iPad 3 deve ter suas câmeras frontal e traseira atualizadas.

 

Espera-se que a câmera traseira tenha, no mínimo, 8 megapixels para que o usuário crie fotos com maior qualidade e filmes em 1080p, que podem ser editados no próprio aparelho por meio do aplicativo iMovie.

 

Já a câmera frontal, usada principalmente para conversas por meio de vídeo, também deve ser aprimorada. O motivo é permitir que os usuários vejam amigos na tela de alta definição do novo iPad com um nível maior de detalhes.

 

9 – Versão menor

Para atender a demanda pelo mercado com dispositivos com telas menores, a Apple pode apesentar um iPad com tela menor. Um dos motivos é o relativo sucesso da Samsung com o Galaxy Note.

 

O híbrido de tablet com smartphone, com tela de 5,3 polegadas, vendeu cerca de 2 milhões de unidades desde o seu lançamento em outubro do ano passado, segundo o site TechCrunch.

 

Além suprir a necessidade de um nicho específico do mercado, a Apple pode encontrar no “iPad mini” uma alternativa para o alto preço dos seus tablets quando comparado aos concorrentes.

 

10 – Mais caro

Por conta do alto custo dos componentes que podem integrar o iPad 3 como tela com maior definição, bateria com maior duração, câmera melhor e conexão 4G, os modelos do aparelho, tanto os que possuem apenas conexão Wi-Fi quanto os que possuem 3G, podem ser mais caro do que os iPads atuais.

 

Imagens publicadas no site Weibo, o Twitter chinês, mostram uma tabela de preços do novo iPad em que ele seria entre US$ 70 e US$ 80 mais caro do que o iPad 2. O tablet vendido atualmente em seu modelo mais barato é vendido por US$ 500; o preço do modelo mais barato do iPad 3 sairia por US$ 580. O preço do modelo mais caro, com Wi-Fi e 3G e 64 GB de espaço de armazenamento sairia por US$ 900.

 

(Do G1)

Deixe uma resposta