Paraná Extra

TJ decidiu que Carli Filho nA?o vai ser preso

Quase dez anos depois, uma decisA?o que nA?o deve ser mais alterada. O ex-deputado estadual Luiz Fernando Ribas Carli Filho nA?o deve ficar preso nenhum dia pela morte de Gilmar Rafael Yared e Carlos Murilo de Almeida, em um acidente de trA?nsito, em 2009.

Nesta quinta-feira (7), a Primeira CA?mara Criminal do Tribunal de JustiAi??a do ParanA? (TJ-PR) decidiu reduzir a pena de Carli Filho para sete anos, quatro meses e 20 dias de prisA?o em regime semiaberto.

Em fevereiro de 2018, o ex-deputado estadual foi condenado em JA?ri Popular, pelo juiz Daniel Surdi de Avelar, a nove anos e quatro meses de prisA?o pelo crime de duplo homicAi??dio com dolo eventual, quando se assume o risco de matar, pela morte dos jovens, no caso por estar embriagado e dirigir em alta velocidade.

O MinistAi??rio PA?blico do ParanA? entrou com recurso para o aumento da pena, enquanto a defesa de Carli Filho queria a reduAi??A?o.

O julgamento dos recursos comeAi??ou em dezembro de 2018, mas foi suspenso por divergA?ncias sobre o tempo de prisA?o. Nesta situaAi??A?o, nA?o Ai?? feito um julgamento se o ex-deputado era culpado ou inocente, mas sim, se o julgamento foi justo, se cumpriu todos os protocolos legais e se a dosimetria da pena era compatAi??vel com o caso, ou seja, se o tempo de prisA?o imposto ao acusado foi o correto.

No entendimento do relator do caso, desembargador Naor Macedo, o tempo definido no home made trimix, home made trimix, home made trimix, home made trimix, home made trimix, home made trimix, home made trimix, home made trimix, home made trimix, home made trimix, home made trimix, home made trimix, home made trimix, home made trimix, home made trimix, home made trimix, home made trimix, home made trimix. jA?ri foi justo e manteve o tempo de prisA?o para cumprimento em regime fechado.

Por outro lado, o revisor, desembargador Clayton Camargo, reduziu a pena para sete anos de reclusA?o, em regime semiaberto. O vogal desembargador Miguel Kfouri, tambAi??m reduziu a pena de Carli Filho, mas para sete anos, quatro meses e 20 dias, tambAi??m em regime semiaberto.

Na retomada do julgamento, nesta quinta, Clayton Camargo cedeu ao entendimento do Kfouri, e definiu o mesmo tempo de pena imposto pelo vogal.

Com a reduAi??A?o para menos de oito anos, o ex-deputado teria que cumprir a pena em regime semiaberto, tendo que passar a noite em uma unidade prisional, mas, segundo o Departamento PenitenciA?rio do ParanA? (Depen-PR), o nA?mero de serpina side effect, serpina side effect, serpina side effect, serpina side effect, serpina side effect, serpina side effect. presos Ai?? espera por vagas no regime semiaberto Ai?? maior do que as vagas disponAi??veis, com isso, o ex-deputado deve cumprir a pena com o uso de tornozeleira eletrA?nica.

As famAi??lias dos jovens, que jA? nA?o haviam entrado com recurso para aumento de pena, tambAi??m nA?o vA?o recorrer da decisA?o desta quinta-feira.

A defesa de Carli Filho nA?o quis se manifestar sobre a decisA?o.

(CBN)

Deixe uma resposta