Paraná Extra

Trabalho presencial no TJ só quando for necessário

O Tribunal de Justiça do Paraná informa que a partir desta quarta-feira (16), o trabalho presencial do Judiciário estadual deve ser retomado somente quando for necessário, ou seja, quando houver a necessidade da prática de algum dos atos mencionados no artigo 6º do Decreto Judiciário nº 401/2020, sempre a critério do gestor, desde que não possa ser feito remotamente.

“Desse modo, em regra, na primeira fase desse retorno, não há necessidade de se manter, por todo o período e em todos os dias, servidor ou servidores em cada uma das unidades judiciais e administrativas”, observou o presidente desembargador Adalberto Xisto  Pereira no Ofício Circular nº 39/2020 – o documento traz a interpretação do artigo 1º, parágrafo 3º do Decreto Judiciário nº 401/2020.

Caso o atendimento de partes, advogados ou outros interessados não possa ser realizado remotamente, o atendimento presencial deve ser previamente agendado.

Deixe uma resposta