Paraná Extra

UFPr terá processo seletivo anual com 10 vagas para migrantes e refugiados

O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE) da Universidade Federal do Paraná (UFPR) aprovou por unanimidade, resolução que prevê a criação de um processo anual de seleção para migrantes com visto humanitário e refugiados que desejem cursar graduação na instituição.

A determinação prevê dez vagas suplementares anuais que serão ofertadas no processo seletivo em cursos de graduação exclusivamente para esses candidatos. O buy ceftin. procedimento ainda passará por regulamentação.

A resolução nº 13/14 – CEPE, que normatiza o acesso de migrantes regularmente admitidos no Brasil e portadores do estado de refugiado ou visto humanitário por meio de vagas remanescentes, continua vigente.

Para Tatyana Friedrich, essa decisão significa a consolidação de um trabalho realizado há cinco anos da UFPR. Tatyana é vice-coordenadora do Programa Política Migratória e Universidade Brasileira (PMUB), projeto que desde 2013 acolhe e apoia em diversos aspectos migrantes e refugiados.

“Esse fato representa a sensibilização do reitor, do Conselho e da comunidade universitária para com os migrantes e refugiados, que são uma realidade hoje na sociedade paranaense. Demonstra, ainda, que a UFPR é uma instituição comprometida com a inclusão e emancipação dos menos favorecidos”, comenta.

Deixe uma resposta