Paraná Extra

UFPR vai construir maior usina solar fotovoltaica do estado

A Universidade Federal do Paraná vai construir em Curitiba a maior usina solar fotovoltaica do Paraná e a segunda maior do Sul do Brasil. A unidade faz parte de um conjunto de projetos que vão ajudar a abastecer o campus do Centro Politécnico e gerar uma economia de R$ 1,5 milhão por ano para a universidade. Os investimentos vêm de recursos do programa de pesquisa e desenvolvimento tecnológico do setor elétrico, regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Além da instalação da usina, estão previstas a troca de 50 mil lâmpadas em vários campi da universidade em Curitiba e região, monitoramento do consumo de energia e pesquisas científicas. Parte dos recursos do projeto será aplicada na instalação de 3.160 painéis fotovoltaicos no Centro Politécnico da universidade, em uma área de quase 7 mil metros quadrados. A usina vai ter capacidade para gerar 1.132 Megawatts/hora de energia por ano. Só a usina solar vai representar uma economia anual de R$ 473 mil para o Politécnico. O restante da economia virá da troca de 39.280 lâmpadas fluorescentes por lâmpadas de LED.

O projeto inclui ainda a instalação de medidores em cerca de 100 edifícios do campus. O edital no qual a universidade foi selecionada exigia a proposta de uma ação de eficiência energética e uma ação de pesquisa e desenvolvimento. Os estudos se situam num novo modelo de energia que o país vem desenvolvendo e abrange os conceitos de smart grid, que são as redes inteligentes, e de geração distribuída.

O coordenador do projeto de P&D, professor Gustavo Oliveira, do Departamento de Engenharia Elétrica, diz que o volume de energia produzida na usina solar do Centro Politécnico vai permitir uma pesquisa sobre o impacto na rede convencional de distribuição.

Deixe uma resposta