Paraná Extra

Vendas no Dia das CrianAi??as pode ter melhor desempenho dos A?ltimos 4 anos

O volume de vendas do comAi??rcio varejista no Dia das CrianAi??as deverA? registrar crescimento de 3,4% neste ano, o melhor desempenho desde 2013, segundo a ConfederaAi??A?o Nacional do ComAi??rcio de Bens, ServiAi??os e Turismo (CNC).

A estimativa Ai?? que as vendas durante o perAi??odo devem movimentar R$ 7,4 bilhAi??es e o crescimento jA? leva em conta os descontos relativos Ai?? inflaAi??A?o, na comparaAi??A?o com 2016 .

A confederaAi??A?o ressalta o fato de que ai???o resultado serA? o melhor registrado pelo varejo nesta data desde o crescimento de 5,1% verificado em 2013.

Para Fabio Bentes, chefe da DivisA?o EconA?mica da CNC, sA?o vA?rios os fatores que levam a este desempenho e nA?o sA? as baixas taxas de inflaAi??A?o dos produtos destinados Ai??s crianAi??as.

ai???A perspectiva mais favorA?vel acerca do desempenho do setor na data comemorativa se insere em um contexto mais amplo, no qual a recuperaAi??A?o do mercado de trabalho, inflaAi??A?o baixa e juros em processo de reduAi??A?o permitem um resgate parcial das condiAi??Ai??es de consumoai???, disse.

VestuA?rio e calAi??ados em alta

Os setores com melhor desempenho nas vendas voltadas para o Dia das CrianAi??as, de acordo com a CNC, serA?o os de lojas de vestuA?rio e calAi??ados, com crescimento esperado de 10,2%, seguido pelo de brinquedos e eletroeletrA?nicos, que deverA? expandir 5,7%.

ai???Em ambos os casos, no entanto, as variaAi??Ai??es positivas esperadas para este ano nA?o repAi??em as perdas verificadas no ano passado e chegam a -12,2% para vestuA?rio e calAi??ados e a -7,6% no de comAi??rcio de brinquedosai???, afirmou Bentes.

A avaliaAi??A?o da CNC Ai?? de que a evoluAi??A?o recente do preAi??o mAi??dio de 11 bens ou serviAi??os mais demandados ai???tem demonstrado que a inflaAi??A?o associada Ai?? data comemorativa deverA? ser a menor desde os 4,3% de 2001. Entre os itens que registraram as menores variaAi??Ai??es de preAi??o, estA?o os chocolates em barra e bombons (-5,1%), CDs e DVDs (-0,7%) e brinquedos (2,1%).

Juros

A ConfederaAi??A?o Nacional do ComAi??rcio ressaltou, ainda, o fato de que a queda na taxa mAi??dia de juros ao consumidor, influenciada pela significativa desaceleraAi??A?o do nAi??vel geral de preAi??os nos A?ltimos meses, tem contribuAi??do para reverter as perdas do varejo.

ai???Considerando os prazos mAi??dios vigentes ai??i?? que se mantiveram praticamente estA?veis no perAi??odo ai??i?? as prestaAi??Ai??es mAi??dias mensais de um emprAi??stimo simulado de R$ 1 mil recuaram 8,3% nesse perAi??odo, atingindo R$ 46,85 mensais, em agosto – a menor prestaAi??A?o nessa operaAi??A?o desde agosto de 2015 (R$ 46,75).”

Deixe uma resposta