Paraná Extra

Vereadores de Rio Branco do Sul são alvo da Operação Quirera

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Paraná, cumpre na manhã desta segunda-feira (18), 15 mandados de busca e apreensão nos gabinetes de sete vereadores de Rio Branco do Sul e em 15 residências na Região Metropolitana de Curitiba.

As ações fazem parte da Operação Quirera, que investiga o pagamento de quantias mensais aos vereadores de oposição para que votassem favoravelmente aos projetos do Executivo. Até as 9 horas desta segunda-feira, três pessoas haviam sido presas em flagrante, incluindo dois vereadores, por porte de armas sem documentação.

O nome da operação deriva do modo como os envolvidos se referiam aos valores que recebiam. A 1ª promotoria de Justiça de Rio Branco do Sul faz as investigações, com apoio do Gaeco.

Deixe uma resposta