Paraná Extra

“Viúva-negra” de Praia de Leste pega 18 anos de prisão

Uma mulher que mandou matar o marido em 23 de janeiro de 2003 foi condenada nesta terça-feira, 26 de junho, pelo Tribunal do Júri de Pontal do Paraná, no Litoral paranaense. A mulher, que ficou conhecida como “viúva-negra de Praia de Leste”, recebeu pena de 18 anos de reclusão em regime fechado.

De acordo com a denúncia apresentada pela Promotoria de Justiça de Pontal do Paraná (sede da comarca), a ré confessou sua participação no assassinato do companheiro, cujo veículo foi encontrado queimado nas margens do Rio Guaraguaçu, na divisa entre Paranaguá e Pontal do Paraná, com o corpo da vítima carbonizado. As diligências policiais começaram após o desaparecimento da vítima, cujo paradeiro foi informado pela própria ré.

Os jurados entenderam que a ré foi a mandante do homicídio, praticado mediante emboscada (a vítima foi atraída pela acusada para local ermo em que dois comparsas aguardavam-no para cometer o crime) e com uso de meio cruel (por terem colocado fogo no carro com a vítima dentro).

A ré não compareceu à sessão de julgamento e teve sua prisão preventiva decretada.

Deixe uma resposta