Paraná Extra

Votação do aumento suspenso e Cida quer reduzir índice dos demais poderes

O projeto que reajusta os salários do funcionalismo estadual não será mais votado hoje (26). A mensagem foi retirada por um pedido de vistas feito pelo deputado Tadeu Veneri (PT) e dificilmente será votado nesta quarta-feira (27), já que a sessão plenária vai acontecer no período da manhã, em função do jogo do Brasil na Copa da Rússia.

Durante a sessão da CCJ foi lido um pedido da governadora Cida Borghetti para que os demais poderes reduzam para 1% o percentual de reajuste dado a seus funcionários, conforme projetos que já estão na Assembleia.

O Fórum das Entidades Sindicais (FES), que reúne sindicatos dos servidores públicos paranaenses, reivindica aumento de 2,76% equivalente à inflação dos últimos doze meses.

O governo alega não ter condições financeiras de pagar a reposição, e as promoções e progressões de carreira, que deve custar R$ 280 milhões.

O impasse levou a Assembleia a adiar por duas vezes consecutivas a votação de cinco projetos que prevêem o reajuste de 2,76% para os servidores do Legislativo, Tribunal de Justiça, Tribunal de Contas, Ministério Público e Defensoria Pública.

Deixe uma resposta