Paraná Extra

Witmarsum vai ganhar projetos na área de paisagismo

Parceria firmada entre o Sebrae/PR e CEPDAP, com o apoio de um grupo de empresários de turismo, da Associação Comunitária dos Moradores e da Cooperativa de Witmarsum, incentiva futuros profissionais a sugerir novas ideias para tornar a região central da localidade mais atrativa e, consequentemente, mais receptiva aos turistas

 

A região central da Colônia Witmarsum, localizada em Palmeira, nos Campos Gerais, passará por um processo de revitalização, fruto da parceria firmada entre o Sebrae/PR e Centro de Educação Profissional de Design, Artes e Profissões (CEPDAP), de Curitiba. Alunos da instituição terão, a partir da rica cultura e história da localidade, o desafio de criar projetos na área de paisagismo e sugerir novas ideias para tornar o centro da Colônia mais atrativo e, consequentemente, mais receptivo aos turistas.

 

A iniciativa realizada nos mesmos moldes em 2011, porém com projetos na área de design de interiores e voltados aos empreendimentos, continua em 2012 e ganha novos parceiros. Para este ano, o Sebrae/PR, o CEPDAP e os empresários do setor de turismo contarão com o apoio da Associação Comunitária dos Moradores Proprietários de Witmarsum (ACMPW) e da Cooperativa de Witmarsum, que completa 60 anos em agosto, para dar um novo visual ao centro da localidade.

 

De acordo com a consultora do Sebrae/PR, Nádia Terumi Joboji, o objetivo da parceria é buscar referências em uma escola de especialização para promover soluções na área de paisagismo, destacando a história e a cultura, agregando valores estéticos, assim como o conforto e bem-estar, e, estrategicamente, atrair mais pessoas por meio de seus atrativos turísticos naturais. “Cerca de 20 alunos já fizeram a primeira visita à Colônia e tiveram contato com empresários e moradores. A ideia é fazer projetos para embelezar ainda mais o centro de Witmarsum, onde circulam os turistas, e dar visibilidade ao local, desde sugestões para organizar o fluxo de pessoas até a adequação de vagas de estacionamento” explica Nádia Joboji.

 

A oportunidade de criar projetos já com o foco na aplicabilidade das ações é, na avaliação da consultora do Sebrae/PR, uma maneira dos novos profissionais da área mostrarem seu trabalho com mais segurança, além dos alunos investirem em uma espécie de ‘cartão de visitas’ para o mercado. “É uma responsabilidade para eles, que já estão realizando pesquisas e trabalhando com o resgate histórico da Colônia”, diz a consultora.

 

Como reconhecimento ao empenho, competência e esforço dos estudantes, os projetos passarão por um comitê avaliador, formado por consultores do Sebrae/PR, professores do CEPDAP e representantes do grupo de empresários de turismo e da Associação Comunitária dos Moradores e da Cooperativa de Witmarsum. “Essa comissão vai escolher os três melhores projetos para serem premiados”, conta Nádia Joboji.

 

Em 2011, 15 projetos de design de interiores foram criados especificamente para três empreendimentos da Colônia, atendidos desde 2008 pelo Projeto Turismo dos Campos Gerais, uma iniciativa do Sebrae/PR e parceiros locais, para aprimoramento da atividade turística na localidade.

 

Desses, três foram selecionados como os melhores e premiados em uma cerimônia que aconteceu na sede do Sebrae/PR em Curitiba. “Os projetos que foram apresentados pelos novos profissionais estão sendo executados pelos empresários. Mudanças que serão fundamentais para receber cada vez melhor os turistas”, observa Nádia Joboji.

Deixe uma resposta