Paraná Extra

Banco lidera lista de empresas que não atendem reclamações

O Procon do Paraná passará a divulgar mensalmente o ranking do comportamento dos fornecedores nas audiências realizadas pelo órgão. Esta nova ferramenta tem como objetivo auxiliar o consumidor a avaliar sua decisão de compra ou contratação de serviço de determinado fornecedor, mostrando como ele atua em relação às reclamações registradas.

A lista com as 21 empresas com o maior índice de problemas não solucionados entre janeiro a julho de 2011 já está disponível no endereço eletrônico www.procon.pr.gov.br .

“Muitas dessas empresas apresentam um alto índice de não- resolução, contando com a possibilidade de repassar a questão para o poder judiciário e com uma possível desistência por parte do consumidor”, explica a coordenadora do órgão, Claudia Silvano, ao avaliar o comportamento apresentado durante a realização das audiências de conciliação. “Além disto, o Procon-PR vem constatando que muitos fornecedores terceirizam seus serviços, mas os representantes não solucionam o problema do cliente”, acrescenta.

Ranking

Para elaborar o ranking do comportamento nas audiências, o Procon-PR levou em conta fornecedores que tiveram no mínimo 50 audiências entre janeiro e julho deste ano, num total de 143 dias úteis, e que apresentaram índice de não resolução superior a 30%.

De acordo com o levantamento, a empresa que no período teve o menor índice de resolução foi o Banco Panamericano que das 60 audiências realizadas deixou de resolver 65% dos problemas apresentados pelos consumidores.

O segundo lugar ficou para o Grupo B2W, responsável pelas empresas Americanas.com, Submarino S.A e Shoptime, com 61,7% das queixas não resolvidas. Em terceiro lugar, o Banco do Brasil, com 58,3% de reclamações sem solução, seguido pela BV Financeira S.A e Aliança Eletromóveis, com índices de 57,0% e 56,1%, respectivamente.

Deixe uma resposta