Paraná Extra

Defesa Civil atende famílias afetadas pelos temporais em Curitiba

Os temporais causaram estragos em toda a cidade. (Foto: Brunno Covello/SMCS)

Os temporais causaram estragos em toda a cidade. (Foto: Brunno Covello/SMCS)

A forte chuva que caiu na noite de sábado (1º ) e na tarde de domingo (2) causou estragos em toda a cidade. “Não houve um bairro mais afetado, a chuva e os ventos foram fortes em todas as regiões de Curitiba”, afirmou o coordenador técnico da Defesa Civil, José Augusto Grubba. Em casos de emergência a população deve acionar a Defesa Civil, pelo telefone 199, e os Bombeiros pelo 193.

 

Durante o domingo, a Defesa Civil atendeu 42 ocorrências, entre riscos de desabamento, detelhamento e alagamentos. Foram distribuídos 64 m² de lona plástica. Seis imóveis foram interditados no fim de semana por risco de desabamento.

 

Até a manhã da segunda-feira (3), apenas uma família, que teve desabamento parcial de sua residência no bairro Atuba, continuava desabrigada. “Eles receberam a nossa assistência e estão instalados em casa de familiares”, explicou o supervisor Grubba.

 

Árvores – A Secretaria Municipal do Meio Ambiente registrou 135 chamadas em relação à queda de galhos de árvores. O caso mais grave foi a queda de uma árvore de grande porte na esquina das ruas Emílio de Meneses e Teffé, no bairro Mercês.

 

“A rua mais atingida foi a Fernando Simas, no Bigorrilho”, explicou o gerente de arborização pública, Carlos Ripcka. Até a manhã da segunda-feira, um pequeno trecho da rua, na esquina com a Alameda Augusto Stelffeld, continuava interditada para remoção dos galhos.

 

A previsão é de que até a tarde desta segunda-feira, todos os galhos que caíram nas ruas de Curitiba já tenham sido retirados.

 

 

Fique atento às orientações da Defesa Civil em casos de mau tempo:

 

Queda de granizo

 

Abrigar-se da chuva torrencial que poderá acompanhar ao granizo e causar inundações;

Não se abrigar debaixo de árvores, pois há riscos de queda;

Não se abrigar em frágeis coberturas metálicas;

Não estacionar veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda;

Quando possível evite engarrafamentos em ruas afetadas pela chuva de granizo;

Tenham cuidado com construção mal acabadas ou construídas;

 

Vendavais

 

Desligue os aparelhos elétricos e gás;

Abaixe para o piso todos objetos que possam cair;

Evite contato com cabos ou redes elétricas caídas, avise a Defesa Civil (199) e Bombeiros (193) sobre estes perigos;

Procure não utilizar serviços hospitalares, de comunicações, a não ser que necessite realmente, deixe estes serviços para os casos de emergência;

 

Alagamentos

Não deixar crianças trancadas em casa sozinha;

Manter sempre pronta água potável, roupa e remédios, caso tenha que sair rápido de sua casa;

Conhecer o centro de saúde mais próximo da sua casa, pode ser necessário;

Se possível, avisar os vizinhos sobre o perigo, no caso de casas de risco de deslizamento;

Avisar imediatamente à Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros sobre áreas afetadas pela inundação.

Colocar documentos e objetos de valor em um saco fechado e em local protegido;

Ter um lugar previsto, seguro, onde você e sua família possam se alojar no caso de uma inundação;

Desconectar os aparelhos elétricos da corrente elétrica para evitar curtos circuitos nas tomadas;

 

Para evitar inundações

 

Não construir próximo a córregos; ou em cima de barrancos que possam deslizar, assim carregando a sua casa;

Não construir embaixo de barrancos que possam deslizar, soterrando sua casa;

Deposite o lixo em local apropriado;

Sempre que necessário solicitar à prefeitura, a limpeza das caixas de captação (boca de lobo), onde ocorre a acúmulo de (resíduos vegetais, plásticos, papéis etc.) que podem obstruir a escoamento da água.

Não colocar material de construção (areia, pedra), na rua e na área da calçada, pois podem levadas pelas enxurradas e obstruindo a tubulação devido ao acúmulo;

Limpar o telhado e canaletas de água para evitar entupimentos;

 

O que fazer após uma inundação

 

Lavar e desinfetar os objetos que tiveram contato com as águas de enchente;

Retirar todo lixo da casa e do quintal e o coloque para limpeza pública;

Ter cuidado com aranhas, cobras e ratos, ao movimentar objetos, móveis e utensílios, pois eles procuram refúgio em lugares

Nunca beber água e consumir alimento que tiveram contato com a enchente ou inundação;

Água para consumo deve ser fervida ou tratada com água sanitária; (2 gotas de água sanitária para 1 L de água), hipoclorito (1 gota de hipoclorito de sódio para 1 L de água), nos dois casos deixar em repouso por 30 minutos para desinfetar.;

Água para limpeza: água sanitária (1 L água sanitária para 5 L de água), hipoclorito (1 L de hipoclorito de sódio para 20 L de água).

 

 

(SMCS)

Deixe uma resposta