Paraná Extra

Grupo de tráfico internacional de drogas através de portos é alvo de operação

Reconhecida pela Polícia Federal como uma grande organização criminosa responsável pelo tráfico internacional de drogas, através de terminais portuários pelo país, inclusive em Paranaguá, é alvo de operação nesta quinta-feira (10).

Conforme a PF, 34 mandados de prisão e 50 de busca e apreensão são cumpridos em Paranaguá, no litoral, e em mais 18 cidades nos estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo e Rio de Janeiro.

Segundo as investigações, para embarcar as drogas, o grupo criminoso usava vários métodos, como a cooptação de funcionários dos portos para facilitar a entrada do entorpecente, a criação de compartimentos falsos em caminhões para transporte de traficantes e cargas de drogas para dentro do ambiente portuário e até a criação de empresas de logística de carregamento e transporte de contêineres para atrair a exportação de cargas lícitas e embarque de cocaína.

Ainda segundo a polícia, parte das cargas de cocaína que vinham da Bolívia era inserida em contêineres a bordo de navios para a Europa, outra parte era distribuída para abastecer organizações criminosas dedicadas ao tráfico para consumo interno.

Além do cumprimento dos mandados de prisão e busca e apreensão, a PF também deve apreender 68 veículos, 23 imóveis e 2 embarcações, bem como bloquear 30 contas bancárias de investigados. Ainda segundo a polícia, já foi detectado, em meio ao tráfico, indicativos de um esquema de lavagem de dinheiro por alguns dos investigados através da constituição de empresas fictícias e aquisição de ativos como ouro e até mesmo de criptomoedas.

Os alvos da operação devem responder pelos crimes de tráfico de drogas e formação de organização criminosa, cujas penas máximas somadas ultrapassam 30 anos de prisão.

Deixe uma resposta