Paraná Extra

Justiça garante instalação de barreiras sanitárias no litoral

A Justiça Federal, por meio da 1ª Vara Federal de Paranaguá, autorizou, nesta quinta-feira (27), a instalação de barreiras sanitárias em três rodovias que dão acesso ao litoral paranaense, como forma de conter o avanço do coronavírus nos municípios litorâneos.

A decisão foi tomada após ação movida pelos municípios de Paranaguá, Guaratuba e Pontal do Paraná, contra a União e a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

De acordo com o juiz federal substituto, Guilherme Roman Borges, as barreiras serão instaladas durante três dias da semana, sextas, sábados e domingos, além de eventuais feriados, durante todo o período em que perdurarem os decretos de lockdown dos municípios.

As barreiras serão instaladas na BR-277, em Paranaguá; na PR-407, em Pontal do Paraná; e na PR-412, em Guaratuba.

Conforme a decisão, o acesso ao litoral do Paraná só será permitido, com a devida documentação comprobatória, às pessoas que estejam a serviço no litoral (caminhoneiros e prestadores de serviços), que sejam empregadas no litoral ou efetivamente tenham residência nas cidades do litoral.

O prefeito de Paranaguá e presidente da Associação dos Municípios do Litoral do Paraná (AMLIPA), Marcelo Roque, frisou que a medida é adotada para evitar que as pessoas saiam de Curitiba e de outras regiões para ir até as praias durante os decretos mais restritivos.
O prefeito não descartou que as barreiras sanitárias sejam feitas todos os dias nas rodovias que dão acesso aos municípios do litoral.

Deixe uma resposta