Paraná Extra

Mãos sem Fronteiras atua nas UPAs de Curitiba

Um grupo de voluntários da Organização Mãos sem Fronteiras têm dedicado seus dias para levar um pouco de conforto emocional e psicológico para os profissionais de saúde que atuam na linha de frente da pandemia da covid-19.

O trabalho é uma parceria com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), que organiza uma agenda de visita dos voluntários aos serviços de saúde de Curitiba. O grupo já atendeu 202 trabalhadores nas Unidades de Pronto Atendimento (Upas) Sítio Cercado, Pinheirinho e Campo Comprido.

São ofertadas sessões de meditação e Estimulação Neural que duram cerca de cinco minutos, para estimular o relaxamento. Os voluntários usam todos os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) recomendados para os atendimentos.

Nestas quarta-feira (28) e quinta-feira (29), o atendimento será realizado na UPA Cajuru.

A ação ainda deve atender as UPAs CIC, Tatuquara, Boa Vista, Boqueirão e Fazendinha. Após encerrada as UPAs, o grupo de voluntários irá expandir o trabalho para unidades básicas de saúde, conforme calendário definido em parceria com o setor de Gestão de Pessoas da SMS.

A médica Michele Castro, que atua UPA Pinheirinho há um ano atendendo vítimas da covid-19, foi uma das profissionais que passou pelo atendimento.

“Foram dez minutos em que eu me senti muito bem, com energia circulando pelo corpo. Agradeço o trabalho e carinho conosco, vamos ver como serão os próximos dias após a sessão”, contou Michele.
Segundo a embaixadora da Paz da Organização Mãos Sem Fronteiras no Brasil, Lilian Miranda, o grupo tem um conhecimento que precisa ser compartilhado para oferecer às pessoas mais saúde física e mental.

“Sentimos que era hora de cuidar de quem tanto vem cuidando da gente. Levar conforto e equilíbrio para diminuir o sofrimento das equipes de saúde, que trabalham sem folga, foi nossa maneira de estender as mãos para toda a humanidade”, disse.

A Organização
O Mãos sem Fronteiras é uma organização sem fins lucrativos e sem vínculos políticos ou religiosos. É um movimento internacional que reúne voluntários de diferentes nacionalidades, crenças e origens, unidos depois de experimentarem os benefícios da Estimulação Neural, com o objetivo de compartilhar a técnica.

A organização incentiva seus membros a usar a Estimulação Neural para ajudar outras pessoas, aplicando a técnica em hospitais, comunidades, escolas, empresas e em pessoas de seus próprios círculos de relacionamentos.

A Estimulação Neural é uma técnica terapêutica aplicada em cinco minutos e que pode proporcionar benefícios para o bem-estar. É considerada uma prática integrativa que atua sobre três pilares do corpo: sistema imunológico, sistema nervoso e sistema cardiovascular.

Deixe uma resposta