Paraná Extra

MPF e TRE renovam parceria para combater desinformação em eleição

O Ministério Público Federal (MPF) e o Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE/PR) prorrogaram, desde o dia 26 de maio, o Acordo de Cooperação Técnica para veiculação da Central de Combate à Desinformação Gralha Confere, lançada para checar informações duvidosas sobre as urnas eletrônicas e o processo eleitoral. O MPF continuará parceiro do projeto por mais dois anos e meio, colaborando com a divulgação da central por seus instrumentos de comunicação social.

O acordo prevê que o MPF divulgue em seu site oficial, redes sociais e grupos de mensagens informações e checagens produzidas pelo TRE/PR por meio da Central de Combate à Desinformação. A Gralha Confere é baseada no Programa de Enfrentamento à Desinformação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), nos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU e em critérios internacionais de checagem.

A partir de seu lançamento, em julho de 2020, a central já conta com 47 instituições parceiras, incluindo o MPF. Entre elas, o Tribunal Superior Eleitoral, Ministério Público do Paraná, a Justiça Federal do Paraná, o Tribunal de Justiça do Paraná, o Tribunal Regional do Trabalho da 9ª Região, o Instituto Paranaense de Direito Eleitoral, a Ordem dos Advogados do Brasil -Seção Paraná, veículos de comunicação social, entre outros.

Com essa ampla rede de instituições parceiras, a Central torna-se uma ferramenta essencial para a checagem das publicações feitas nos diferentes meios de divulgação, pulverizando informações corretas sobre o processo eleitoral. “O MPF tem todo interesse em continuar sendo parceiro desse projeto no combate à desinformação e à fake news, fortalecendo o processo eleitoral, a base de nossa democracia”, afirma a procuradora-chefe do MPF, Paula Cristina Conti Thá.

Como funciona – A população pode enviar para o número +55 41 98700-5100 no WhatsApp dúvidas sobre conteúdos que circulam nas redes sociais relativos ao processo eleitoral e à segurança do voto no Paraná. Os conteúdos selecionados, conforme a repercussão e o interesse geral, serão checados e divulgados no site www.gralhaconfere.tre-pr.jus.br, nas redes sociais do TRE/PR e nas páginas das instituições parceiras do projeto.

As informações, classificadas em “Verdadeiro”, “Impreciso” ou “Falso”, serão editadas em forma de texto, áudio, cards e vídeos explicativos de até um minuto. Informações sobre candidatos e partidos não são averiguadas. A central é operada por servidores da Coordenadoria de Comunicação Social do tribunal, com base nos bancos de dados da Justiça Eleitoral e informações de porta-vozes internos, com auxílio do Conselho Editorial e Consultivo, formado pelos gestores da instituição.

A Gralha azul – Símbolo do Paraná e com alto potencial comunicativo, essa ave emite pelo menos 14 sons distintos e significantes. É um pássaro gregário, cujos bandos sobrevivem unidos por até duas gerações, construindo juntos os ninhos nas partes mais altas das árvores para preservar os filhotes dos predadores. Além disso, é responsável pela manutenção de outro símbolo do Estado: a Araucária. Ao estocar o pinhão, semente da Araucária, para se alimentar, a gralha dissemina esta espécie arbórea pelo solo paranaense.

Assim como a ave, o projeto Gralha Confere quer se comunicar com a sociedade, unir as instituições em torno da boa informação e disseminar a verdade.

Deixe uma resposta