Paraná Extra

Municípios começam a adotar lockdown; Curitiba terá novo decreto

Com o crescimento do número de casos da Covid-19 vários municípios voltam a adotar lockdown. O primeiro foi Foz do Iguaçu, que adotou a medida aos finais de semana. Agora, União da Vitória e Guarapuava também anunciam que vão adotar o lockdown. Já, em Curitiba, nesta quarta-feira (19) deve ser conhecido o novo decreto do prefeito Rafael Greca sobre o combate ao coronavírus. Nas últimas semanas o índice de infecção, os novos casos e a fila por leitos exclusivo para a Covid-19 aumentou. A próprio secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak, anunciou na semana passada a possibilidade da ação da bandeira vermelha mais uma vez na Capital.

Guarapuava

Em Guarapuava, o lockdown foi adotado em virtude da atual situação epidemiológica da cidade, que aponta uma aceleração expressiva do aumento no número casos ativos de Covid-19, taxa de mortalidade e lotação de leitos de UTI.
Serão duas semanas de medidas restritivas, com término previsto para o dia 31 deste mês.

Ainda segundo a prefeitura de Guarapuava, a pandemia tem atingido proporções assustadoras e isso tem causado um colapso e sobrecarga no sistema de saúde.

Em uma live realizada nesta segunda (17), o prefeito de Guarapuava, Celso Goés, afirmpu que são medidas drásticas, mas a única alternativa para evitar a circulação das pessoas e tentar conter essa proliferação dos casos.

Com as novas medidas, o toque de recolher passa a ser das 20h às 06h. Além disso, alguns serviços serão fechados integralmente e outros poderão funcionar condicionados a restrições de horário, ocupação, capacidade e modalidade de atendimento.

O decreto prevê ainda a proibição da circulação de pessoas em praças e parques, bem como, a prática esportiva coletiva nesses espaços. As academias e quadras poliesportivas também estão proibidas de funcionar.

Deixe uma resposta